Nasa cometa C / 2019 Q4
Astronomia

Nasa descobre novo cometa “C / 2019 Q4”

Por

Um cometa foi recém descoberto pela Nasa no dia 30 de agosto de 2019 pelo astrônomo Gennady Borisov no observatório MARGO em Nauchnij, na Crimeia.

O cometa chamado C / 2019 Q4 possivelmente foi originado fora do nosso sistema solar. Podendo ser um novo cometa interestelar descoberto. E o segundo objeto detectado.

O primeiro cometa interestelar descoberto foi o “Oumuamua” em outubro de 2017.

Nasa descobre cometa interestelar C / 2019 Q4

Mediante as informações o cometa está indo em direção ao Sol, permanecendo além da órbita de Marte.

Aliás não havendo perigo de se aproximar na Terra em mais de 300 milhões de quilômetros.

Davide Farnocchia, do Centro de Estudos de Objetos Perto da Terra da NASA, está estudando para verificar a trajetória precisa do cometa. E confirmar se ele se originou dentro do nosso sistema solar ou se veio de outro lugar da galáxia.

O cometa C / 2019 Q4 está a 420 milhões de quilômetros do Sol e sua velocidade atual é cerca de 50.000 km / h.

“A alta velocidade indica não apenas que o objeto provavelmente se originou de fora do nosso sistema solar. Mas também que ele irá sair e voltar para o espaço interestelar”. disse Farnocchia

Cometa C / 2019 Q4 passará no plano da órbita da Terra ao redor do Sol.

No dia 26 de outubro o cometa C / 2019 Q4 passará pelo da órbita da Terra e os outros planetas ao redor do Sol. E aproximadamente a um ângulo de 40 graus.

O cometa descoberto possui um corpo gelado central. E produz uma nuvem circundante de poeira e partículas à medida que se aproxima do Sol e se aquece. 

Alias sua localização no céu (como vista da Terra) a coloca perto do Sol. Uma área do céu geralmente não examinada por grandes pesquisas de asteroides terrestres ou pela sonda NEOWISE da NASA, que caça asteroides.

Ele pode ser visto com telescópios profissionais nos próximos meses.

“O objeto terá seu pico de brilho em meados de dezembro.E continuará sendo observável com telescópios de tamanho moderado até abril de 2020. Depois disso, só será observável com telescópios profissionais maiores até outubro de 2020”. Disse Farnocchia

Enfim fique por dentro de todas as notícias de Astronomia no Geek Ninja!

Você também poderá gostar

Faça um Comentário

Seu e-mail não será divulgado.