Açucares em meteoritos
Astronomia

Cientistas encontram açucares em meteoritos e dá pistas sobre a origem da vida

Por

Uma equipe de cientistas localizou pela primeira vez açucares em meteoritos que podem dar sinais da origem da vida, pois muitos meteoritos podem produzir alguns ingredientes básicos para tal.

Foram encontrados pela equipe ribose e alguns açucares, incluindo arabinose e xilose, em dois meteoritos diferentes.

Eles são ricos em carbono, NWA 801 (tipo CR2) e Murchison (tipo CM2). A ribose é um componente crucial do RNA (ácido ribonucleico). 

“Outros elementos importantes da vida foram encontrados em meteoritos anteriormente, incluindo aminoácidos (componentes de proteínas) e nucleobases (componentes de DNA e RNA), mas os açúcares foram uma peça que faltava entre os principais componentes da vida. A pesquisa fornece a primeira evidência direta de ribose no espaço e a entrega de açúcar à Terra. O açúcar extraterrestre pode ter contribuído para a formação de RNA na Terra pré-biótica, o que possivelmente levou à origem da vida.” Disse Yoshihiro Furukawa, da Universidade Tohoku, Japão, principal autor do estudo publicado na Proceedings da Academia Nacional de Ciências de 18 de novembro.

Estudos podem revelar a origem da vida

“É notável que uma molécula tão frágil quanto a ribose possa ser detectada em material tão antigo. Esses resultados ajudarão a guiar nossas análises de amostras primitivas de asteroides primitivos Ryugu e Bennu, a serem devolvidas pela Hayabusa2 da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão e pela sonda OSIRIS-REx da NASA”. Disse Jason Dworkin, co-autor do estudo no Goddard Space Flight Center da NASA em Greenbelt, Maryland. 

Sendo assim, há muitas dúvidas ainda sobre a origem da vida pelos cientistas. E eles querem entender como poderia ter surgido de processos químicos não biológicos. 

O DNA é o modelo para a vida, carregando as instruções de como construir e operar um organismo vivo. O novo trabalho fornece algumas evidências para apoiar a possibilidade de o RNA coordenar a maquinaria da vida antes do DNA.

“O açúcar no DNA (2-desoxirribose) não foi detectado em nenhum dos meteoritos analisados ​​neste estudo. Isso é importante, pois pode ter havido um viés de entrega de ribose extraterrestre para a Terra primitiva. O que é consistente com a hipótese de que o RNA evoluiu primeiro”. Disse Danny Glavin, co-autor do estudo na NASA Goddard. 

Como foram encontrados os açucares nos meteoritos

Os cientistas descobriram a presença dos açucares através de amostrar em pó dos meteoritos usando uma espectrometria de massa por cromatografia em fase gasosa.

Ela classifica e identifica moléculas por sua massa e carga elétrica. Foi descoberto que a abundância de ribose e outros açúcares variava de 2,3 a 11 partes por bilhão na NWA 801 e de 6,7 a 180 partes por bilhão em Murchison.

Aliás, eles pensam na possibilidade de que esses açucares presentes nos meteoritos é devido a contaminação pela vida terrestre. Pesquisas mostram que a contaminação é bem improvável.

Os cientistas irão analisar mais os meteoritos para ter uma ideia melhor da abundância de açúcares extraterrestres. 

Enfim, fique por dentro de todas as notícias de astronomia no Geek Ninja!

Você também poderá gostar

Faça um Comentário

Seu e-mail não será divulgado.